quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Codornas Chinesas

Descrição


Sua área de distribuição é o sudeste asiático e Austrália. Com cerca de 11 a 13 cm. são junto com a Codorna anã africana ( Coturnix adansonii ) as duas menores espécies de codornas e porem das galiformes. Existe uma diferencia entre os dois sexos ( dimorfismo sexual ) muito marcada, que permite inclusive, em alguns casos reconhecer o sexo das aves desde aproximadamente os vinte e cinco dias de nascidas. O macho é um dos mais coloridos entre as espécies de codornas. São aves muito dóceis e fáceis de criar, o que as fazem ideais para viveiros onde podem co-habitar com passeriformes, pombas e incluso alguns psitacídeos menores como Agapornis, Calopsitas, etc. ocupando a área do chão elas acostumam fazer um serviço de verdadeiras faxineiras, aproveitando tanto as sementes que as outras aves do viveiro deixam cair assim como dos insetos que entrem no viveiro que passam a ser parte da sua dieta. Reprodução A diferencia da maior parte das codornas e perdizes que só criam na primavera, as Codornas chinesas criam praticamente o ano todo. As fêmeas começam a botar aproximadamente com 35 ou 40 dias de idade e se estão alojadas em um viveiro começaram a por os ovos num canto preferencialmente se está protegido pelos lados ou por algum arbusto. A postura normalmente pode contar com 6 a 10 ovos, que são incubados pela fêmea por um período de 16 dias. As crias são muito precoces, já que depois de sair do ovo conseguem caminhar com a mãe e se alimentam sozinhas. Mutações Existem diversas mutações de Codorna chinesa, o que é um atrativo a mais perante os olhos dos criadores e entusiastas. A continuação vamos conferir todas as mutações e algumas de suas inúmeras combinações: Normal ou de cor original Cor original destas aves encontradas na natureza, a fêmea de uma cor típica das codornas, e dizer barrada com penas de diversos tons de marrom e preto, já o macho apresenta uma cor cinza escuro azulado na parte superior do corpo com um marrom avermelhado na região baixa do ventre perto a cloaca, tendo um "babador" branco e preto no pescoço e o peito e parte do rosto de cor cinza escuro. É uma mutação dominante. Normal ou original fulvo Canela Nesta mutação o macho apresenta o dorso de cor marrom acinzentado e todas as marcações pretas ficam de cor cinza escuro, a fêmea também perde a cor preta do desenho das penas que ficam de cor marrom. Esta mutação e recessiva. Canela Canela prateada Canela perolada Canela peito vermelho Canela splashed Prateada Ambos os sexos apresentam uma cor cinza claro uniforme, no macho a cor preta do "babador" fica de cor cinza escuro e também fica muito diluída a cor marrom da parte baixa, se transformando a uma cor quase cor de rosa. Esta mutação e recessiva. Prateada Prateada perolada Prateada cara azul Prateada peito vermelho Prateada splashed Prateada tuxedo Branca Os dois sexos são integramente brancos sem nenhuma marcação e possuem olhos pretos, pelo que não e possível diferenciar os sexos. Também é uma mutação recessiva. Branca A única combinação possível ou visível é: Branco Fulvo ( albino )

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Suplemento Mineral para Caprinos e Ovinos


Testado e aprovado.

Filhotes de Fila Brasileiro - Eles nasceram!



Data de nascimento: 29/09/2017
Data provável da apartação: 15/11/2017 (podendo ser estendida)


O Papai
A Mamãe

Calopsitas - Lindas e dóceis





A saúde desses pequenos é refletida pela alimentação recebida, ambiente adequado, qualidade da água, horário de dormir respeitado e cuidados de prevenção. Com todos estes cuidados, estas aves conseguem facilmente passar dos 15 anos de vida, trazendo momentos especiais aos seus proprietários.

Alimentação da Calopsita

Com relação à alimentação, ela deve ser balanceada e sempre de boa qualidade pois frequentemente as calopsitas são acometidas por doenças causadas pela deficiência de nutrientes, excesso de gordura e má qualidade do alimento.
Dietas mantidas a base de sementes são muito pobres em nutrientes, devendo ser complementadas por frutas, verduras, vitaminas e farinhadas. As sementes mais comuns como o painço, alpiste, aveia e o girassol, são facilmente encontradas misturadas em pacotes prontos para a venda, e nesses casos os proprietários devem tomar mais cuidado com a qualidade. Deve se verificar coloração, limpeza, brilho e se há presença de mofo na embalagem, pois sementes estocadas por muito tempo podem perder suas características nutricionais e estarem sujeitas a fungo, que pode intoxicar a ave.
Se o proprietário deseja manter a alimentação de suas aves a base de sementes, ele deverá efetuar o complemento, principalmente com frutas, verduras 


CUIDADO! ATENÇÃO!!!


Nossas Brahmas