sábado, 2 de setembro de 2017

Tabela de Vacinação para Aves


Caprinos: Angorá




        Raça conhecida há mais de dois mil anos, originária do distrito de Angorá, na Anatólia, Ásia Menor, que é uma região de solos pobres e clima muito variável quanto à temperatura.         É criada principalmente nos Estados Unidos, União Sul Africana, Turquia e Rússia.

Descrição:

Peso de 30 a 55 kg nas cabras e 50 a 75 nos bodes, com amplas variações.

Altura oscilando de 50 a 60 cm nas fêmeas e de 60 a 70 cm nos machos.

Pelagem geralmente branca pura, podendo, porém, apresentar tonalidade amarelada ou prateada. Pelos finos, sedosos e brilhantes, de 20 a 30 cm de comprimento, cobrindo todo o corpo do animal e caindo em mechas longas e onduladas até abaixo do joelho e jarretes; topete sobre a fronte; somente o focinho, as orelhas e as extremidades dos membros ficam descobertos. Os pelos, resistentes, elásticos e lustrosos, conhecidos como “mohair”, podem ser invadidos e depreciados por subpelos de natureza diferente, curtos e ásperos, denominados “kemp” e que são mais frequentes nos animais cruzados.
A pele é rosada e não deve apresentar manchas escuras.

Cabeça descarnada, com fronte cheia e provida de topete; chanfro reto ou levemente cavado nas fêmeas; focinho largo; olhos brilhantes, escuros e um pouco proeminentes; orelhas finas e largas, com 10 a 20 cm de comprimento, horizontais ou um pouco inclinadas para baixo. Os bodes têm chifres fortes, achatados, cinzentos, saindo para trás, para cima e para fora, terminando com as pontas bem separadas, depois de descreverem meia volta em espiral e atingindo de 20 a 50 cm de comprimento, às vezes enrugados na base. Nas fêmeas, os chifres são pequenos, delicados e menos torcidos; elas não possuem barbas.

Pescoço delgado curto e levantado.

Corpo: quando tosquiada, a cabra Angorá mostra sua conformação delicada e elegante, harmoniosa e com extremidades leves. Seu corpo é longo, amplo e profundo; cruzes baixas; dorso e lombos direitos; ancas de largura média, um pouco salientes; garupa geralmente inclinada; nádegas enxutas; cauda curta e direita; peito largo e profundo, pouco saliente; tórax razoável em comprimento e profundidade; ventre bem sustentado.

Úbere bem feito, de tamanho médio, com tetas uniformes e delicadas.
Membros curtos, delicados, fortes e bem aprumados; unhas negras ou cinzentas, as vezes claras.

Aptidões e Qualidades
A Angorá produz, com uma tosquia anual, 1 a 2 kg de “mohair” por cabeça. Nos EUA, em melhores condições de criação, rebanhos melhorados apresentam a média de 2,4 kg por animal. A qualidade dos pelos varia com o ambiente e é pior nos climas temperados, assim como nos quentes e úmidos.
É uma raça sóbria, dotada de grande capacidade de adaptação, porém pouco prolífica, pois produz anualmente de 70 a 100 produtos por cem cabras. Os cabritos são delicados e pouco resistentes nas primeiras semanas de vida.
O leite é apenas suficiente para a alimentação das crias, pois a produção diária de cara varia de 0,5 a 1,0 litro.
A carne é de boa qualidade, delicada saborosa, embora a carcaça seja leve. Como produção subsidiária é interessante. A pele não é muito apreciada, por ser fina e pouco resistente.

A Angorá aprecia climas secos mas não tolera umidade; é recomendada para limpar brotos depois das derrubadas de matas e para bem utilizar campos cobertos de vegetação grosseira.

Ainda sobre a EXPORURAL


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Sou flamenguista. Calopsita cantando o hino do flamengo

video

Este vídeo recebi de um amigo. Se vc é o dono dessa maravilha, entre em contato pelo telefone (71)99971.8685 que teremos um imenso prazer e lhe atribuir esse crédito.
Pássaro lindo e bem cuidado!